Contos

O JARDIM DA CELESTE

O JARDIM DA CELESTE

15€
Genre: Contos

«(...) Lido o conto, compreendo, passados estes anos de desencontros, a reiterada insistência do Waldir, no nosso último encontro em Lisboa, em regressar à sua Guiné Bissau. «O Jardim da Celeste» é, provavelmente, o seu grande canto de amor à Guiné Bissau.
Um começo soberbo, portentoso, sublime (...): ‘’O céu revolvia-se numa fúria estrondosa. O som dilacerante dos relâmpagos engoliu todos os ruídos comuns. De repente, a penumbra ensombrou a tarde que despertava solarenga. Uma enxurrada de flores de cores diversas desaguava intrepidamente pela avenida Amílcar Cabral, uma das principais artérias da capital, inundando a cidade.’’
Imagino uma capital africana com os seus endémicos problemas de saneamento urbano, infraestruturas degradadas, rede elétrica deficitária, trânsito caótico, pobreza exposta em centenas de vendedores ambulantes fintando a fome ao preço de quinhentas ganhas sob um inclemente sol tropical, o trágico destino de jovens sem emprego e futuro, perambulando pelas ruas, a desfaçatez dos sátrapas ostentando luxo na miséria, os políticos com discursos desconexos, as igrejas e seitas nascendo como cogumelos, assistir, incrédula, a uma interminável torrente de flores inundando a cidade. Uma chuva de flores, um dilúvio de matizes, pétalas de cores inimagináveis cobrindo casas de todos os tipos, bairros, ruas, mercados, águas estagnadas, lixeiras e os modorrentos edifícios do poder. (...) Por isso, arrisco-me a adiantar que o regresso do Waldir Araújo à terra natal, ao seu chão, à ancestralidade que o sustem, foi fundamental no desenredar das lianas obturadoras do seu impulso criativo. Com este conto, Waldir Araújo reencaminha o seu talento para aquilo que ele sabe fazer como ninguém: contar histórias.»
Ungulani Ba Ka Khosa
(escritor moçambicano)

More info →
Roça Língua

Roça Língua

15,00€

"Se a lusofonia é uma tão polémica utopia, prestável às várias realidades de acordo com a forma de ser entendida, vivida e utilizada, a 1.ª edição do Roça Língua, residência de escrita criativa, parece dar-lhe alguma consistência nas áreas mais interessantes: a cultura e a História. Violenta, doce às vezes, transversal ou desencontrada. (…)
Estes textos aqui reunidos são resultado da demanda feita a estes escritores e artistas para tentarem traduzir em contos, reflexões, as suas impressões (…), que guardo para o leitor descobrir nestas páginas. (…)
Nas suas particularidades e múltiplas identidades, marcadas pela colonização, atuais modelos económicos, despojos do socialismo, a construção da Nação e a perda das Utopias, as difíceis e ricas questões étnicas, os conflitos raciais, as tradições e cultura oral, a vida das ruas e cidades, os sonhos e os amores, estas literaturas de língua portuguesa têm muito de valor documental para conhecer as entrelinhas da História.
Aqui podemos contactar com as mais diversas, tensas, bem-humoradas, eloquentes questões das literaturas e culturas dos países de língua portuguesa, em que os equívocos das falas e dos contextos de cada um podem vir a ser desafios para um entendimento maior."
Marta Lança, in Introdução

More info →
Relógios sem Ponteiros

Relógios sem Ponteiros

15,00€
Author:
Genre: Contos

«(…) com este Relógios sem Ponteiros – um título a lembrar um filme do Bergman – e a maravilhar-me, desta vez, com a sua prosa.
Há aqui textos que me apetece dizer em voz alta, pôr em cena, partilhar.
Uns, mais ansiosos, caminham ao ritmo de uma toada de afazeres. Outros, mais cautelosos, parecem mergulhar no nosso íntimo. O Congresso e Botão Armado abrem o livro. A leitura passa a ser uma emergência. Até à última palavra.
Gosto de livros, mas não sei escrever sobre eles. Mas gosto de os discutir, particularmente os que nos questionam e nos convocam para diferentes leituras. E gosto daqueles que me proporcionam imaginar como resultariam em teatro. Ou em cinema. E gosto de contos. E de textos curtos. E este novo livro Relógios sem Ponteiros é um pouco de tudo isto, escrito com sensibilidade, generosidade e inteligência.
Relógios sem Ponteiros volta a ser, também, um livro de amor, “para escrevermos amor em beijos secretos bordados na penumbra”.
Há encontros, desencontros e esperas, “um chá ocasional adormecido em biscoitos”. E memórias, muitas memórias. Há tanta sinceridade nestes textos.
Vou ler novamente. Ao som de um vinil. Dos Beatles, talvez.»

In prefácio Relógios sem Ponteiros
Mário Moutinho (Ator)

More info →
HÁ UM FIO DE LUZ NESTA PENUMBRA

HÁ UM FIO DE LUZ NESTA PENUMBRA

Author:
Genre: Contos

"Um livro bastante original, com a perspetiva dos acontecimentos vistos por personagens muito diferentes. Exige uma certa maturação de quem o lê, pelas considerações que apresenta, especialmente por parte da professora... envolve também um certo suspense que faz o leitor manter uma curiosidade ativa. A temática é bem atual e pode levar jovens incautos a não confiarem facilmente em desconhecidos."
Luísa Ducla Soares

More info →
Contos para o Natal – antologia

Contos para o Natal – antologia

12€

“Contos para o Natal” é uma antologia que conta com um leque de autores tão diferentes e de estilos tão variados como os seus contos e as suas formas de abordar a temática natalícia.
Neste livro não há um paradigma típico do Natal, por isso, os textos versam sobre temas diferentes, com personagens tão distintas, que vão desde o Pai Natal e os anjos até pessoas reais… No final, fica a aprendizagem do muito que pudemos ler.

More info →
Sapataria e Outros Caminhos de Pé Posto
A Felicidade Sou Eu

A Felicidade Sou Eu

10,00€
Author:
Genre: Contos

«A grandeza da vida está na vivência do quotidiano de uma criança, Felicidade, que de uma forma bela e despreocupada, procura na descrição poética do quotidiano de uma família simples, mas aventureira, transmitir uma mensagem carregada de profundidade. O apreciar a riqueza do viver partilhado em comunidade, a ênfase imposta às pequenas coisas, a força de uma promessa de vida com olhar de esperança no amanhã, retrata a autora no exemplo de uma família onde se respira a verdadeira solidariedade, onde o Amor transborda nos pequenos gestos, nas brincadeiras simples de duas crianças, na grandeza humana de uma Ceia de Natal, onde se respira a verdadeira felicidade.
Parabéns, Manuela Bulcão, por levar o leitor a viver uma realidade, em que a articulação FamíliaEscola e Ambiente conjugam na perfeição e nos permitem sonhar que é possível que o sorriso de uma criança faça parte do quotidiano do ser humano.»

Lourdes Maia
(Professora)

In posfácio A Felicidade Sou Eu

More info →