Outros

Não desprezes os provérbios

Não desprezes os provérbios

10€
Author:
Genre: Outros

É do nosso quotidiano, de vez em quando, lembrarmo-nos de provérbios, uns mais conhecidos, outros menos conhecidos, que nos ocorrem à memória, mas que depressa deitamos ao esquecimento, como uma nuvem ligeira que passa e não regressa.

More info →
Monstro

Monstro

83,00€
Author:
Genre: Outros

(…) Os bichos, um a um, foram tombando. Tão acossados e tão necessitados de sobrevi-ver, tombavam afinal ao fogo dos caçadores, que coleccionavam as pérolas como dinheiro caro, punham-nas em guarda-joias, vendiam ou trocavam por casas melhores. Lentamente, os bichos rareavam mais e mais e os caçadores buscavam-nos nas miudezas da lonjura, nas miudezas da paisagem, caçando-os avidamente, alarves sempre de mais pérolas. Alar-ves e tornando-se mais impacientes, confusos. Era uma avidez aflita. (…)
Valter Hugo Mãe
In “Monstro”

More info →
Alma de Viajante

Alma de Viajante

16,5€
Author:
Genre: Outros

Recolha antológica das crónicas de viagem publicadas, semanalmente, no suplemento Fugas do jornal Público, acrescidas de alguns textos inéditos e de um portfólio de 80 fotografias dos 14 meses em que, sozinho, cumpriu uma apaixonante volta ao mundo.

More info →
NOTAS DA COVID-19

NOTAS DA COVID-19

15€
Author:
Genre: Outros

Há dias que escrevo só notas,
outros dias notas e texto,
outros, só texto.

Eu respeito o vírus, sou educado com o vírus,
mas não sou subserviente.

Joaquim Jorge

More info →
CURTAS COM MARGEM DE PROGRESSÃO

CURTAS COM MARGEM DE PROGRESSÃO

9€
Genres: eBook, Outros

Diamantino compra livros desenfreadamente, há uma criança que pedala sem sair do sítio, mas conhece o mundo inteiro... Belchior é viciado no jogo, Ulisses sofre de excesso de esperança, Tomás possui uma orquestra especial, Teófilo está perdido no deserto, e Ludgero sonha em poder voar...

More info →
Maria e Sophia – Confidências e Desabafos

Maria e Sophia – Confidências e Desabafos

15€
Author:
Genres: Outros, Teatro

“MARIA (Baixando a voz) — Estou sempre a lembrar aos meus filhos que não se chora em frente aos polícias. Nem se mostra medo.
SOPHIA — Faço o mesmo e desta forma os fortalecemos e nos fortalecemos. Imagine que um agente foi dizer a uma tia minha que eu era perigosa…
MARIA — Perigosa? Porquê?
SOPHIA — Porque lhes dava informações falsas quando estava ao telefone.
MARIA — A sério? Como?
SOPHIA — Esperavam eles o quê? Que fosse estúpida e não soubesse que me escutavam as conversas? Como me divirto a dar-lhes pistas falsas.
MARIA — Só a Sophia me faria rir agora! Que maravilha!
SOPHIA — Pequenas vinganças que me vêem à ideia, vivendo e aprendendo.”

More info →
CONSCIÊNCIA DE SI-MESMO NA PRIMEIRA PESSOA

CONSCIÊNCIA DE SI-MESMO NA PRIMEIRA PESSOA

10€
Author:
Genre: Outros

“quando se descobre que há um universo / Um espaço sem fim e sem tempo / (...) / Tudo muda. / Derretem-se as máscaras, / Os movimentos terminam, / Só nos resta parar, / Só nos resta enfrentar / quem somos, / A verdade que somos, / Aceitar a Existência.”

More info →
VERIS – CRÓNICAS Invictas e Convictas

VERIS – CRÓNICAS Invictas e Convictas

18€
Author:
Genre: Outros

A História do JornalVERIS…
Antes de realmente nascer, já começara a conceber-se em setembro/outubro de 2008 – quando o jornalista André Rubim Rangel (ARR) recebeu o desafio de fundar e dirigir um jornal de Paranhos, a partir da paróquia de S. Veríssimo (desta freguesia portuense), que se constituiria como «Editor». Após ter aceitado, nas condições negociadas com o pároco, toda a sua máquina estrutural e laboral foi sendo preparada para que, em 24/01/2009, conhecesse a luz do dia. A data escolhida não foi ao acaso: pois este é o dia/mês do patrono dos jornalistas e escritores, S. Francisco de Sales. A cerimónia festiva do lançamento oficial, com vários artistas presentes, teve lugar no auditório da Universidade Portucalense (Porto). É indubitável a grande ligação e paixão do jornal ao Porto: cidade onde nasceu, onde cresceu e onde ‘morreu’ (até ‘ressuscitar’, de certa forma, neste livro que ficará para a prosperidade).

Ora nessa fase de preconceção, a comunidade local foi convidada a sugerir um nome para o título do periódico, bem como a escolher um logótipo dos três propostos – então criados para o efeito. Quanto ao título, em que os interessados iam colocando as suas sugestões numa urna própria, o que reuniu maior consenso foi este mesmo pelo qual sempre se conheceu: «VERIS», de Veríssimo, o padroeiro local. Do latim verus-is, significa ‘verdadeiro’. Portanto, o dativo e ablativo veris é “aquele que busca/procura/ama a verdade”. Daí a razão do primeiro logótipo incidir na cor do encarnado escuro, simbolizando o ‘sangue’: visto que S. Veríssimo foi um mártir e morreu defendendo a verdade.

More info →
O Pó da Gente do Caminho

O Pó da Gente do Caminho

20€

Obra de colecção, em capa dura, de um fotógrafo de renome internacional, premiado e exposto em vários cantos do mundo. Um livro retrospectivo de um humanista recentemente falecido, que dizia procurar fotografar por dentro das coisas. Permaneceu quase incógnito até ao fim dos seus dias.

More info →
VOZES QUE FICAM

VOZES QUE FICAM

13€
Author:
Genres: Crónica, Outros

“E se os móveis e os objetos tivessem sentimentos?
E se conseguissem ouvir as conversas, brincar como crianças
felizes ou entrar no mundo dos adultos para poderem contar
aos outros as suas vidas?
Será que dentro de cada casa alguém os olharia com outros
olhos?
E se, de repente, nós, as pessoas, fossemos apenas vigilantes
do tempo?
Vamos ouvir o que estas estórias verdadeiras têm para nos
contar?
No fim, daremos talvez a cada móvel e a cada objeto que fez,
faz e fará companhia às nossas vidas, a importância das vozes
que, em silêncio, ficarão para sempre connosco.”
Benedita Stingl

More info →